Clicky

Fale Conosco

Converse com nossos especialistas e descubra como transformar seus dados em informações seguras, disponíveis e acessíveis.

Endereço

Rua Angelo Antonello, 93 – Sala 62, Centro – Farroupilha/RS – CEP: 95170-492

Contato Comercial

Email: contato@cdbdatasolutions.com.br
Telefone: (54) 3401-1471

, ,

Análise Estatística no Power BI com Linguagem R

  • Por Paula Cerutti Ferreira
  • 17/10/2023
  • 221 Visualizações

Olá, pessoal!

No post de hoje vamos abordar a relação entre duas ferramentas poderosas e complementares que desempenham um papel fundamental na análise de dados e na geração de insights valiosos para empresas e profissionais de análise de dados, R e Power BI. Exploraremos como essas duas ferramentas podem ser usadas em conjunto para melhorar a tomada de decisões e a visualização de dados.

O R é uma linguagem de programação estatística amplamente utilizada por cientistas de dados e analistas estatísticos. Ele oferece uma vasta gama de pacotes e bibliotecas que permitem a análise estatística avançada, modelagem preditiva e visualização de dados. Com a sua capacidade de manipular dados de forma eficiente, o R é uma escolha popular para a exploração de dados e modelagem estatística.

O Power BI, por outro lado, é uma ferramenta de visualização de dados desenvolvida pela Microsoft. Ele é projetado para transformar dados brutos em visualizações interativas e relatórios envolventes. Com o Power BI, os usuários podem criar painéis dinâmicos que ajudam na apresentação de informações de maneira clara e acessível. Ele permite a conexão com diversas fontes de dados, como bancos de dados SQL, Excel e serviços em nuvem, facilitando a integração de dados de diferentes origens.

A combinação entre R e Power BI proporciona a realização de análises estatísticas avançadas no R e, em seguida, a incorporação dos resultados diretamente no Power BI, para visualização e compartilhamento. Algumas análises que o R nos permite criar e incorporar em nossos dashboards são:

  • Regressões;
  • Análise de séries temporais (previsões);
  • Agrupamento de dados (classificações);
  • Análise geoespacial;
  • Construção de visualizações personalizadas, como heatmaps, gráficos de redes e de sankey; e
  • Automatização de tarefas repetitivas, como a criação de relatórios padronizados, a geração de gráficos dinâmicos ou a atualização de dados em tempo real.

Para exemplificar como podemos utilizar a linguagem R no Power BI, criamos a partir do conjunto de dados “Iris”, um dos conjuntos mais conhecidos para classificação de flores com base em suas características, um exemplo de visualização.

Podemos observar que, ao selecionar o visual R no painel de visuais do Power BI, uma janela se abre na parte inferior da tela, local onde construiremos as fórmulas necessárias para a análise. Ao executar estes códigos, automaticamente uma visualização surgirá na parte superior da tela, na área de trabalho do Power BI. Neste exemplo, criamos um gráfico de dispersão colorido, no qual cada cluster colorido representa uma espécie de flor, baseado nos tamanhos das sépalas destas.

Ao finalizar sua análise, você poderá publicar seu relatório no Power BI serviço e compartilhar com outras pessoas. Este é apenas um exemplo simples de como usar R no Power BI. Lembrando que, para que isso seja possível, você precisará ter o R instalado no seu computador e configurar as conexões entre o Power Bi e o ambiente R.

Espero que você tenha gostado deste post e que ele seja útil para você.

Até o próximo post! 😊

Abrir bate-papo
Olá! Somos especialistas em Infraestrutura e Inteligência de Dados.
Como podemos ajudá-lo?